O câncer de próstata é o tumor mais comum entre homens com mais de 50 anos. De acordo com estatísticas americanas, um em cada seis homens desenvolverá câncer de próstata no decorrer da vida. No entanto, somente um homem em cada 35 morrerá da doença. Ele é responsável por 10% de todas as mortes provocadas por câncer em pacientes do sexo masculino, ficando atrás dos tumores de pulmão e intestino.


O principal exame para chegar ao diagnóstico de câncer de próstata é a biópsia, que deve ser realizada sob anestesia. É inaceitável realizá-la a sangue frio. A técnica exige a visualização da próstata, por meio do aparelho de ultrassonografia acoplado a uma sonda introduzida no reto. Uma agulha especial é inserida no reto e guiada pelo aparelho de modo a alcançar várias partes dos lobos direito e esquerdo da próstata, incluindo as áreas suspeitas.


Geralmente, são retirados de 12 a 18 fragmentos. O procedimento leva de 15 a 30 minutos.





O NOVEMBRO AZUL

O câncer de próstata é o tumor mais comum entre homens com mais de 50 anos. De acordo com estatísticas americanas, um em cada seis homens desenvolverá câncer de próstata no decorrer da vida. No entanto, somente um homem em cada 35 morrerá da doença. Ele é responsável por 10% de todas as mortes provocadas por câncer em pacientes do sexo masculino, ficando atrás dos tumores de pulmão e intestino.


O principal exame para chegar ao diagnóstico de câncer de próstata é a biópsia, que deve ser realizada sob anestesia. É inaceitável realizá-la a sangue frio. A técnica exige a visualização da próstata, por meio do aparelho de ultrassonografia acoplado a uma sonda introduzida no reto. Uma agulha especial é inserida no reto e guiada pelo aparelho de modo a alcançar várias partes dos lobos direito e esquerdo da próstata, incluindo as áreas suspeitas.


Geralmente, são retirados de 12 a 18 fragmentos. O procedimento leva de 15 a 30 minutos.





O NOVEMBRO AZUL

Idade

É doença extremamente rara abaixo dos 40 anos. A incidência começa a aumentar a partir dos 50 anos. Dois em cada três pacientes com essa doença têm mais que 65 anos quando recebem o diagnóstico.


História familiar

Ter um parente de primeiro grau com diagnóstico de câncer de próstata aumenta duas vezes a probabilidade de desenvolver a doença. O risco é maior quando o parente afetado é um irmão e quando há vários casos na família.


Raça

Homens negros correm mais risco e tendem a desenvolver tumores mais agressivos.


Dieta

Alguns estudos sugerem que dietas hipercalóricas, ricas em gorduras e pobres em fibras, frutas e vegetais aumentam o risco, mas o tema é controverso.


Obesidade

É possível que homens obesos corram mais risco.

Saiba mais sobre os fatores de risco

Idade

É doença extremamente rara abaixo dos 40 anos. A incidência começa a aumentar a partir dos 50 anos. Dois em cada três pacientes com essa doença têm mais que 65 anos quando recebem o diagnóstico.


História familiar

Ter um parente de primeiro grau com diagnóstico de câncer de próstata aumenta duas vezes a probabilidade de desenvolver a doença. O risco é maior quando o parente afetado é um irmão e quando há vários casos na família.


Raça

Homens negros correm mais risco e tendem a desenvolver tumores mais agressivos.


Dieta

Alguns estudos sugerem que dietas hipercalóricas, ricas em gorduras e pobres em fibras, frutas e vegetais aumentam o risco, mas o tema é controverso.


Obesidade

É possível que homens obesos corram mais risco.

Saiba mais sobre os fatores de risco

Graças aos exames preventivos e à maior consciência da população, boa parte dos diagnósticos é feita antes que o tumor provoque sintomas. No entanto, nos casos mais avançados podem surgir:

Alterações na pele da mama;

Sintomas urinários obstrutivos e irritativos

Embora possam estar presentes no câncer de próstata, são também muito comuns no aumento benigno da próstata.


Sintomas causados pela invasão de estruturas vizinhas

Dores pélvicas, dor ou sangramento retal e inchaço das pernas são consequências do comprometimento dos linfonodos da região.


Sintomas da doença metastática

Perda de peso e apetite, anemia, cansaço e dores ósseas decorrentes de metástases ósseas são os mais comuns. Também podem surgir, apesar de incomumente:

Pele amarelada;

Náuseas e vômitos;

Manifestações indicativas de metástases hepáticas (em casos mais raros);

Falta de ar e tosse, como consequência de disseminação pulmonar ou pleural (em casos mais raros).

Esteja atento aos sintomas

Um toque pode salvar sua vida.

Copyright © 2021 Faculdades IBRA - Todos os direitos reservados.

Graças aos exames preventivos e à maior consciência da população, boa parte dos diagnósticos é feita antes que o tumor provoque sintomas. No entanto, nos casos mais avançados podem surgir:

Alterações na pele da mama;

Sintomas urinários obstrutivos e irritativos

Embora possam estar presentes no câncer de próstata, são também muito comuns no aumento benigno da próstata.


Sintomas causados pela invasão de estruturas vizinhas

Dores pélvicas, dor ou sangramento retal e inchaço das pernas são consequências do comprometimento dos linfonodos da região.


Sintomas da doença metastática

Perda de peso e apetite, anemia, cansaço e dores ósseas decorrentes de metástases ósseas são os mais comuns. Também podem surgir, apesar de incomumente:

Pele amarelada;

Náuseas e vômitos;

Manifestações indicativas de metástases hepáticas (em casos mais raros);

Falta de ar e tosse, como consequência de disseminação pulmonar ou pleural (em casos mais raros).

Esteja atento aos sintomas

Um toque pode salvar sua vida.

Copyright © 2021 Faculdades IBRA - Todos os direitos reservados.